HOME | SOBRE | ANUNCIE | CONTATO
 
  <<  <  | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |    
     
 
20 Mai
2014
 
Butantan Food Park - Food Trucks
Restaurantes & Cia
 
(foto: projeto em 3D do Butantan Food Park)
 
Hoje começou oficialmente o Butantan Food Park, nova atração de food truck que promete excelentes opções de pratos, bebidas e sobremesas. Food truck é uma prática muito comum no exterior, trata-se de comida vendida em carrinhos nas ruas, seja em caminhonete, kombi, barraca, bicicleta ou carrinho.

Quando eu fiz intercâmbio em Cambridge, 15 anos atrás, eu comia muito em food trucks, achava muito prático! Se pararmos para pensar, já é uma prática comum aqui no Brasil, pois quem nunca comeu nos carrinhos de cachorro quente (Ró-dóg, como dizia o Félix) que ficavam nos arredores dos portões da faculdade? E o carrinho de milho verde cozido e picado no pratinho? A-do-ro! Na época da minha faculdade, tinha até carrinho de yakisoba e, na minha opinião, foi o melhor yakisoba que já comi, imbatível! Toda semana eu levava um para casa e me deliciava! Os dogs eu também gostava, mas às vezes acordava com “piriri” no dia seguinte! E nem assim eu deixava de comer! Hahaha! Bons tempos aqueles em que eu comia dog à noite durante a semana e não engordava uma grama! Nas saídas do metrô também têm carrinhos que vendem pipocas, algodão doce, churros, espetinho de carne etc. Quem passou a infância no interior, como eu, com certeza ficava rezando para o carrinho do sorvete passar pela rua de casa e nunca esquece o barulho que o carrinho do biju fazia! Não posso deixar de mencionar o tão famoso pastel de feira! Enfim, acho uma prática muito válida, ainda mais se for feita de maneira responsável e com higiene, o que é mais importante!

Muitos desses carrinhos citados trabalhavam de forma clandestina, pois não havia lei que os regulamentasse até o fim do ano passado. Agora isso mudou, pois em dezembro de 2013, houve aprovação de decreto que regulariza comidas de rua em São Paulo, o que é excelente, pois além de direitos, os carrinhos terão regras, sendo que deverá haver uma fiscalização mais eficaz e recorrente, assim esperamos.

Com a intenção de revitalizar o bairro do Butantã, em São Paulo, a empresa Odebrecht e a Johnson & Johnson, juntamente com os idealizadores da Feirinha Gastronômica que acontece aos domingos na Praça Benedito Calixto, em São Paulo, fizeram uma parceria com a subprefeitura do bairro Butantã para tornar esse projeto viável.

o Butantan Food Park é localizado próximo ao metrô Butantã, sendo possível ir a pé. O espaço tem 1.600 metros, sendo composto por vários carrinhos e barracas. Inicialmente, haverá 15 carrinhos/barracas, podendo ser expandido para 40 deles. Dentre os participantes, estão confirmados nada mais nada menos que o bar Astor, restaurantes Tartar&Co e EAT, além da lanchonete Burger Lab Experience. Achei muito bacana o fato que todos os carrinhos serão compostos por chefs, portanto será tudo de primeira! Os preços dos pratos variam de R$ 10,00 a R$ 25,00. Não deixe de ir, a entrada é gratuita!

Butantan Food Park:

Local: Rua Agostinho Cantu, 47 - Butantã
2ª à 4ª: das 12 às 16h
5ª à sábado: das 12h às 22h 
Domingo: das 12h às 20h
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
19 Mai
2014
 
Cardápios e treinos - Semana 16
Cardápios e treinos
 
12/05:
 
Café da manhã:
- Suco verde
- Pão de forma 100% integral com creme de ricota
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- 05 castanhas de caju
 
Almoço
- Arroz integral
- Feijão
- Carne de panela
- Salada: alface, cenoura, tomate, beterraba, ovo de codorna, milho, vagem e pepino
- Xícara de café
 
Lanche da tarde: 
- Mamão, melão, morango, kiwi e pêssego
 
Jantar: 
- Purê de mandioquinha
- Refogado de brócolis e abobrinha
- Carne moída (patinho) com cenoura e batata cozidas
- Suco de maçã, lima e framboesa (Natural One)
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- Nada
 
13/05:
 
Café da manhã:
- Suco verde
- Torradas de castanha-do-pará e quinoa integral com creme de ricota
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Nada, tomei café mais tarde
 
Almoço
- Arroz integral com castanha-do-pará
- Filé de frango médio grelhado ao molho Daniel
- Salada: tomate e alface ao molho mostarda
- Xícara de café
 
Lanche da tarde/pré-treino: 
- Mexerica
- Cookies
 
Jantar/pós-treino: Temakeria e Cia
- Sunomono
- Ceviche
- Temaki de salmão
- Água com gelo e limão
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
 - 45 min de musculação dos membros inferiores
- 15 min de escada
 
14/05:
 
Café da manhã:
- 300 ml de suco verde
- Torradas de castanha-do-pará e quinoa integral com cottage
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Iogurte desnatado com nibs de cacau
 
Almoço
- Arroz integral
- Feijão preto
- Frango assado
- Abobrinha refogada
- Salada: alface, tomate, cebola, quiabo, berinjela e vagem
- 01 xícara de café
- Pedaço de chocolate
 
Lanche da tarde/pré-treino: 
- Morango, pêssego, melão e banana com chia e aveia
 
Pós-treino:
- Barrinha VO2 protein
 
Jantar: 
- Arroz integral 7 grãos
- Feijão vermelho
- Carne moída (patinho) com cenoura e batata cozidas
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- 45 minutos de musculação dos membros superiores
- 25 min de tiro na bike
 
15/05:
 
Café da manhã:
- Pão francês na chapa
- Chocolate quente
 
Lanche da manhã:
- Suco verde
- 03 castanhas-do-pará
 
Almoço:
- Salada: alface, beterraba, tomate, berinjela, pepino e cenoura
- Arroz integral
- Feijão
- Frango grelhado
 
Lanche da tarde: 
- Xícara de café
- Bolo de cenoura
 
Pré-treino:
- Banana prata com aveia
 
Jantar/pós-treino: 
- Omelete com queijo e lascas de frango 
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- 40 minutos de tiro na esteira
 
16/05:
 
Café da manhã:
- Suco verde
- Torradas de castanha-do-pará e quinoa integral com geleia de frutas vermelhas
- 01 xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Nada, o café da manhã foi mais tarde
 
Almoço
- Arroz
- Filé mignon ao molho madeira
- Batata frita
 
Lanche da tarde/pré-treino: 
- Banana prata e mexerica
 
Jantar/pós-treino: 
- Tapioca com peito de peru e muçarela de búfala
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- 45 min de musculação dos membros inferiores
- 15 min de escada no modo fat burn
 
17/05:
 
Café da manhã:
- Tapioca com ovo mexido
- Chá Matte gelado
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Nada, o café da manhã já foi tarde, pois não acordei cedo.
 
Almoço
- Strogonoff de filé mignon
- Arroz integral 07 grãos
 
Lanche da tarde: 
- Xícara de café
- Cookies de castanha-do-pará
 
Jantar: Cinépolis JK
- Pipoca mista
- Refrigerante zero
- Pudim de tapioca (restaurante Spot)
*todos eu dividi com o marido
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- Nada
 
18/05:
 
Café da manhã:
- Pão 100% integral com requeijão
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Nada, o café da manhã foi mais tarde
 
Almoço
- Arroz
- Peito de frango desfiado
 
Lanche da tarde: 
- Torrada com pouca manteiga sem sal
- Xícara de café
 
Jantar: Zé do Hamburger
- Batata frita
- Limonada suíça
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- 30 min de corrida/caminhada com a dog She-Ra
 
OBS: Isso não é uma prescrição, trata-se apenas do meu histórico alimentar e de treinos para demonstrar que é possível comer e se exercitar com prazer. Sugiro que consulte um especialista das respectivas áreas para montar o seu próprio cardápio e treino, conforme suas necessidades e objetivos.
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
14 Mai
2014
 
Frootiva - granulados de açaí, maracujá e cupuaçu
Eu Indico
 
 
Frootiva é um granulado de frutas que mantém o sabor e a cor. Além de potencializar os nutrientes das frutas, é uma excelente opção de snack. Um produto versátil que pode ser consumido puro ou em conjunto com outro alimento como cereiais, saladas, iogurtes, sobremesas, granolas etc.. Também é uma boa opção para compor o lanche de escola das crianças.
 
Frootiva é natural, não contem glúten, corantes e aromas artificiais. Trata-se de granulados feitos a partir de maçã desidratada com cobertura de fruta crocante. As embalagens estão disponíveis em diversos tamanhos. A embalagem de 25 gramas foi feita para o consumo rápido, a qualquer hora, no carro, trabalho, metrô, avião, cinema, enfim qualquer lugar.   
  • Cor e sabor naturais da fruta
  • Crocante e 100% natural
  • Fonte de fibras
  • Sem corantes e flavorizantes artificiais
  • Baixo teor de sódio
  • Não contém glúten ou lactose 
Eu comprei o Frootiva e adorei! As meninas do trabalho gostaram muito também! É uma excelente opção para complementar os lanches intermediários. Eu costumo comer com iogurte desnatado, o sabor docinho dos granulados deixa o iogurte muito mais saboroso! Já experimentei os sabores cupuaçu e açaí, gostei de ambos. O sabor cupuaçu fica sensacional com iogurtes. O sabor maracujá ainda não experimentei, pois ainda não encontrei nos supermercados.
 
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
13 Mai
2014
 
Emagrecer sem dieta restritiva
Você Sabia?
 

Gostei tanto dessa entrevista, que achei bacana inserir no blog. A entrevista traduz exatamente a minha forma de pensar, pois consegui reduzir 06 centímetros de circunferência abdominal em 02 meses e meio sem dieta restritiva, apenas melhorando meus hábitos alimentares e me exercitando. Com dieta restritiva talvez eu tivesse perdido a mesma medida em menor tempo, mas para quê e para quem? Ainda, teria o risco de recuperar tudo depois, quiçá em dobro! Eu estou muito feliz dessa forma, pois não deixo de comer nada que eu queira. Eu prezo o prazer em comer. O segredo está no equilíbrio, para mim é o que está funcionando. Também não pretendo ter o corpo de "fulano" ou "beltrano", pois cada organismo é diferente, cada genética é única e cada objetivo é específico. Busco ter o corpo que me faça feliz e eleve a minha autoestima, para isso não preciso ficar igual a ninguém, basta eu estar feliz comigo mesma e com saúde, o mais importante.

Emagrecer sem dieta, sem cortar grupos alimentares e "celebrando a comida sem medo e sem culpa". Parece sonho, mas é o que defende a nutricionista. Para Sophie Deram, dietas só engordam a longo prazo.

 

Foto: Divulgação

Sophie é francesa e brasileira e pesquisa obesidade infantil, nutrigenômica, transtornos alimentares e neurociência do comportamento.

Sophie Deram não é uma nutricionista convencional. Para começar, ela é contra dietas. Para essa francesa e brasileira, doutora em Endocrinologia pela Faculdade de Medicina da USP, dietas restritivas só estressam o corpo e fazem o cérebro alterar o metabolismo e o apetite, fazendo você engordar ainda mais a longo prazo. Especialista em obesidade infantil e transtornos alimentares, Sophie, que também é chefe de cozinha, estuda neurociência e nutrigenômica - a ciência que mostra como os alimentos “conversam” com nossos genes. Ela defende uma forma libertadora de lidar com a comida: o “comer consciente”, que permite ter saúde e peso estável tendo prazer à mesa e comendo de tudo - até mesmo doces e fast food!

A senhora é uma nutricionista contra dietas?
Eu sou muito contra dieta (risos). E quanto mais eu estudo, mais fico contra. Uma das coisas que mais assusta e estressa o cérebro é fazer uma dieta muito restritiva. O cérebro a percebe como um grande perigo e vai desenvolver mecanismos de adaptação. Ele vai aumentar o seu apetite, diminuir seu metabolismo e deixar você mais obcecado por alimento. 

É por isso que tantos voltam a engordar?
A curto prazo, a dieta vai funcionar. Só que o cérebro vai desenvolver mecanismos de adaptação, vai ‘ligar’ os genes do apetite e do armazenamento de gordura. A ciência mostra que 90% a 95% das pessoas que fazem uma dieta muito restritiva voltam a engordar, não só tudo de novo, mas ainda mais. Pelo menos 30% de quem faz dieta engorda mais do que perdeu com ela. O interessante é que, depois de uma dieta, o apetite de uma pessoa aumenta por até um ano após ela ter voltado a comer normalmente. E o risco de desenvolver compulsão é até 18 vezes maior depois de uma dieta restritiva. Os maiores transtornos alimentares (como bulimia e anorexia) que a gente trata começaram com uma dieta.

Então, qual a solução?
Primeiro, não enxergar o peso como a causa do problema, para não trabalhar só sobre a consequência. É preciso entender porque você engordou. Pode ser emocional, por fazer dieta, por comer de maneira não muito saudável, pode ser um medicamento que você está tomando ou uma fase de vida – a menopausa e pré-menopausa, por exemplo, são momentos muito sensíveis para a mulher. 

O que é o “terrorismo nutricional” que a senhora afirma que vivemos?
Hoje estamos focando no alimento de um jeito muito simplificado: ou o alimento é bom ou é ruim. Esse engorda e aquele emagrece. Não existe isso. Nenhum alimento por si só vai fazer engordar ou emagrecer. Quando você só foca nas calorias e nos alimentos, você esquece de escutar o seu corpo. Você não responde mais à fome ou à saciedade. Você só responde com terrorismo ao que você está comendo. Comer vira uma coisa estressante. E uma culpa. 

Dá para acabar com essa culpa?
Uma das coisas que eu trabalho muito no consultório é recuperar a sensação de fome e saciedade e o comer sem culpa. Nosso corpo é totalmente habituado a todo tipo de alimento. Claro que algumas pessoas têm problemas ou alergias, e isso tem que ser tratado. Mas colocar uma população inteira sem açúcar, sem glúten ou sem lactose é uma loucura! O terrorismo é esse: cada vez mais as pessoas não sabem o que comer. Acham que controlando o que elas estão comendo vão emagrecer. Na verdade, estão cada vez mais estressadas e com maior risco de ganho de peso.

Mas há dietas restritivas famosas que cortam glúten ou proteína e dão certo. Também não são recomendadas?
Para uma pessoa que tem doença celíaca, eu vou recomendar uma dieta sem glúten. Mas para uma pessoa que está bem, só porque ela quer perder peso, isso afeta muito a sua relação com os alimentos. Vira um inferno. Tirar o glúten é uma coisa muito difícil, muito estressante. Claro que a pessoa vai perder peso, e é por isso que está na moda. Só que, infelizmente, isso só aumenta aquele terrorismo nutricional. Em geral, cortar um grupo alimentar não é adequado. Somos onívoros, ou seja, animais que comem de tudo. Quando você corta um grupo alimentar, você assusta o seu corpo. Ele vai desenvolver adaptações que podem fazer você engodar mais a longo prazo.

Por que é tão importante acabar com essa culpa ao comer?
Quando você está com muita culpa, sofrendo muito terrorismo nutricional, você pode engordar, porque está estressado, em desequilíbrio diante da alimentação. Isso pode afetar o cérebro e “ligar” genes que vão fazer você engordar mais. Mas é bom lembrar que tem obesos que comem superbem. É bom não fazer discriminação. Pode ser um estresse na vida que aciona um mecanismo de proteção. A gordura era uma proteção contra a falta de alimentos e o nosso cérebro ainda pensa assim. Se você estressa muito o seu corpo, se fica sem comer, se corta carboidrato, ele reage aumentando a produção de gordura. Quando você está comendo com prazer, sem culpa, você come menos porque vai ficar satisfeito e não engole a comida. E também vai ter uma digestão diferente do que se comer com rapidez, com culpa, com estresse. 

A senhora é contra os produtos light e diet?
Não sou contra. O que eu acho importante é mostrar que eles não são necessariamente interessantes para emagrecer. Para fazer produtos light e diet, a indústria fez uma troca. Tiraram parte da gordura, o que deixa ele sem gosto, e colocaram carboidratos. Açúcar, amido modificado, xarope de açúcar, todos esses carboidratos, dão bastante prazer no cérebro. A gordura tem 9 calorias por grama, mas o açúcar só 4. Então, o produto fica com menos calorias, mas não necessariamente mais interessante do ponto de vista da saciedade. E também pode ter um efeito diferente no metabolismo.

Então seria melhor comer algo que você goste em porções menores?
Na dúvida, o é melhor pegar o alimento mais ‘in natura’ possível. Não estou dizendo orgânico, estou dizendo mais natural. Em vez de comer o iogurte light ou diet de morando, por exemplo, a opção que eu acho mais saudável seria o iogurte natural junto com o morango e um pouquinho de açúcar. É um alimento mais verdadeiro.

Mas como, então, emagrecer? 
Primeiro, é preciso ter excesso de peso e nem todo mundo tem. Pessoas que estão com peso saudável e que querem emagrecer mais vão assustar o corpo. Essa preocupação de emagrecer é muito exagerada hoje. As pessoas estão muito focadas nisso. É “bom dia, você emagreceu” ou “você engordou”. Antes se falava do tempo! Uma pena. Mas uma pessoa que tem sobrepeso precisa saber que não há uma solução só. As dietas hoje dão a mesma solução para todo mundo. Isso não dá certo. Cada um tem um metabolismo, uma história, uma razão diferente para o sobrepeso. Mas uma dica interessante é essa: comer mais alimentos verdadeiros. 

Ou seja, menos industrializado.
Isso, menos industrializados. E não estou dizendo que sou contra alimentos industrializados. Sou engenheira agrônoma, trabalhei em indústria, e acho que eles ajudam muito no dia a dia. Mas, quando puder, cozinhe, prepare o prato em casa, coma alimentos que vêm da natureza e tente evitar essa preocupação de dieta. Isso está fazendo com que ninguém coma junto. Sei de pessoas que levam marmita para eventos sociais. A gente está cada vez mais com esse terrorismo da nutrição. Se você volta a comer alimentos verdadeiros, para os quais a gente foi adaptado, você não deveria ter essa preocupação de calorias, de engordar. O que você deveria ter é uma consciência maior de como está se sentindo. Estou com fome? Vou comer. Estou sem fome? Vou parar de comer! Alguém que está respondendo bem a essas perguntas chega a um peso saudável. É o que em inglês se chama “mindful eating”, o comer consciente. É um bom jeito de emagrecer de maneira suave e para a vida inteira. 

O comportamento alimentar é tão importante quanto o que se come?
O “mindful eating” é totalmente isso. Pesquisas com crianças mostram que se você cuidar mais do ambiente, sem falar do que ela está comendo, ela vai ter menos risco de engordar. Não é só o que você come. É também como você está comendo. Ter um comportamento adequado à fome é comer de maneira consciente. E se, ainda, você consegue comer com prazer e sem culpa, você será supersaudável. E comer com prazer não é comer com gula. É diferente. Não é liberar tudo. É comer devagar, o alimento que você gosta, saboreando e sem estresse. 

Comer fora é mais difícil...
Na rua, a tentação é grande. Então também temos que comer devagar para perceber quando estamos satisfeitos. E quando isso acontecer antes do fim do prato, não precisa comer a porção inteira. Escute o corpo. Não é só porque está pagando um preço fixo, numa churrascaria, que você tem que se entupir de comida. Aproveite o momento com os amigos, converse, sinta o alimento. Não existe nenhum alimento ruim. O que existe são alimentos mais interessantes do que outros.

Hoje, muita gente se diz viciada em doces e fast food. Como elas podem comer de forma mais saudável?
Primeiro, se conscientizar de que esse vício é real. Esses alimentos focam no nosso cérebro e podem viciar mesmo. Mas é possível mudar. Não fazendo dieta restritiva. O que eu aconselho é incluir, cada vez mais, alimentos verdadeiros. Eu nunca retiro alimentos de ninguém porque isso é muito frustrante. O que trabalho é uma atitude positiva. Pode comer de tudo, mas inclua mais legumes, mais arroz, mais feijão. Tome mais água, evite o excesso de bebidas doces, tanto refrigerantes quanto sucos. E aí a pessoa, sozinha, consegue se livrar desse vício. Tenho pacientes adolescentes que saíram da obesidade sem deixar de ir ao Mc Donald’s com os amigos. Isso faz parte da vida do adolescente. É um erro tirar isso dele. Mas quando você inclui os alimentos verdadeiros, automaticamente, você vai comer menos dos outros.

Fonte: Gazeta Online

Site da nutricionista: sophiederam.com
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
12 Mai
2014
 
Cardápios e treinos - Semana 15
Cardápios e treinos
 
05/05:
 
Café da manhã:
- Suco verde
- Torradas de castanha-do-pará e quinoa integral com manteiga
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Iogurte zero gordura sabor morango
 
Almoço
- Arroz integral
- Feijão preto
- Peito de frango
- Salada: alface, cenoura, tomate e beterraba
- Xícara de café
 
Lanche da tarde/pré-treino: 
- Manga e mamão com aveia
 
Jantar/pós-treino: 
- Arroz integral 7 grãos
- Feijão vermelho
- Carne moída (patinho) com cenoura e batata cozidas
- Refogado de abobrinha
- Salada: alface, tomate e cenoura
- Sobremesa: pedaço pequeno de chocolate
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- 45 min de musculação dos membros inferiores
 
06/05:
 
Café da manhã:
- Suco verde
- Torradas de castanha-do-pará e quinoa integral com creme de ricota
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Nada, tomei café mais tarde
 
Almoço
- Arroz integral
- Feijão
- Carne de panela
- Suco de laranja integral
- Xícara de café
 
Lanche da tarde: 
- Manga, melão e doce de abóbora
 
Sobremesa: Bacio di Latte
- Sorvete de tapioca com chocolate belga pequeno
 
Jantar: 
- Wrap com recheio de muçarela de búfala e carne moída
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
 - Nada, tive reunião com a arquiteta do apartamento novo. 
 
07/05:
 
Café da manhã:
- 300 ml de suco verde
- Pão de forma 100% integral com creme de ricota light
- 01 xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Castanha de caju
- Uva
 
Almoço
- Arroz integral
- Feijão preto
- Coxa e peito de frango
- Salada: alface, cenoura, tomate, beterraba e ovos de codorna
- 01 xícara de café
- 01 pedaço pequeno de chocolate
 
Lanche da tarde/pré-treino: 
- Melancia, mamão e melão com aveia
 
- Pós-treino:
- Barrinha VO2 protein
 
Jantar: 
- Arroz integral 7 grãos
- Feijão vermelho
- Carne moída (patinho) com cenoura e batata cozidas
- Refogado de abobrinha
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- 45 minutos de musculação dos membros superiores
- 30 minutos de tiros na esteira 
 
08/05:
 
Café da manhã:
- 300 ml de suco verde
- Pão de forma 100% integral com creme de ricota light
- 01 xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Castanha-do-pará
 
Almoço:
- Salada: alface, cenoura e tomate
- Paqueca de ricota com espinafre
 
Lanche da tarde: 
- Iogurte zero
 
Jantar: restaurante Ráscal
- Salada: palmito, abobrinha, salmão, peixe branco, tomate e folhas
- Filé de truta grelhado
- Água com gelo e limão
- Cappuccino
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- Nada
 
09/05:
 
Café da manhã:
- 300 ml de suco verde
- Pão de forma 100% integral com creme de ricota light
- 01 xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Nada, tomei o café da manhã mais tarde
 
Almoço
- Risoto de alcachofra
- Filé mignon ao molho madeira
- Legumes: abobrinha, brócolis e cenoura
- 01 xícara de café
 
Lanche da tarde: 
- Maçã, banana, aveia e chia
 
Jantar: 
- Gnocchi de mandioquinha ao molho de tomate e manjericão
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- 30 min de caminhada/corrida com a dog She-Ra
 
10/05:
 
Café da manhã:
- Pão de forma 100% integral com creme de ricota light
- 01 xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Barrinha de açaí Bio2 organic
 
Almoço: casa do tio
- Feijoada
- Arroz
- Couve refogada
- Sobremesa: cheesecake de frutas vermelhas
- 01 xícara de café
 
Lanche da tarde: casa dos avós
- Bolo de fubá
- Xícara de café
 
Jantar: 
- Pizza de portuguesa
- Refrigerante zero
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- Nada
 
11/05:
 
Café da manhã:
- Pão 100% integral
- Creme de ricota light
- Xícara de café
 
Lanche da manhã:
- Nada, o café da manhã já foi tarde, pois não acordei cedo.
 
Almoço
- Lombo
- Arroz integral 07 grãos
- Água com gelo e limão
 
Lanche da tarde: 
- Bolacha de nozes com avelã
- Xícara de café
 
Jantar: 
- Tapioca com muçarela de búfala e peito de peru
- Refrigerante de guaraná orgânico
 
EXERCÍCIOS FEITOS:
- Caminhada com a dog She-Ra
 
OBS: Isso não é uma prescrição, trata-se apenas do meu histórico alimentar e de treinos para demonstrar que é possível comer e se exercitar com prazer. Sugiro que consulte um especialista das respectivas áreas para montar o seu próprio cardápio e treino, conforme suas necessidades e objetivos.
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
07 Mai
2014
 
A importância do arroz com feijão
Você Sabia?
 

Abaixo o mito que arroz com feijão engorda! Pelo contrário, a junção de ambos ajuda a emagrecer! Colocá-los no cardápio elimina mais quilos do que muitas dietas pobres em calorias! E eu senti isso na pele, ou melhor, no corpo! 

Antes de ir à nutricionista, eu estava fazendo uma dieta hipocalórica, ou seja, ingeria cerca de metade das calorias necessárias para o meu organismo por dia, mas eu não conseguia emagrecer! Almoçava alface e grelhado e achava que estava arrasando! Descobri que esse tipo de dieta não funcionava, pois meu organismo estava estocando gordura como fonte de energia, já que eu não fornecia energia suficiente via alimentação! Quando a nutricionista me assegurou que eu posso e devo inger arroz com feijão, inclusive no jantar, eu fiquei em estado de graça! Resolvi por em prática o que a nutricionista me recomendou e deu super certo!

O arroz com feijão, quando conjugados, prolongam a saciedade. Isso acontece porque, enquanto o arroz despeja açúcar na corrente sanguínea, o feijão controla esse açúcar, fazendo com que essa combinação tenha um índice glicêmico baixo. Além disso, o arroz é rico em um aminoácido chamado metionina e o feijão é rico em um aminoácido chamado lisina. Ambos os aminoácios, em conjunto, foram uma proteína altamente poderosa que mata a fome e acelera o metabolismo! Eu perdi 6 cm de circunferência abdominal desde fevereiro deste ano, sendo que tripliquei meu consumo da dupla arroz com feijão. Digo tripliquei, pois eu não consumia quase nada no último ano. A nutricionista fez um plano alimentar que eu estou seguindo. Recomendo que consulte um nutricionista também, pois cada organismo tem suas peculiaridades.

Tenho evitado o consumo de arroz branco, pois o arroz integral possui mais fibras, vitaminas e minerais, sendo que apresenta menor índice glicêmico em comparação com o arroz branco. Farei uma pesquisa  e publicarei um post nos próximos dias sobre sobre as diferenças dos tipos de arroz e dos tipos de feijão.

 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
06 Mai
2014
 
Receita - Sorvete de Tapioca
Receitas
 

Como eu amei demais o sorvete de tapioca que eu experimentei na sorveteria Baccio di Latte, fiquei curiosa para saber como é a receita.
 
Gente, é muito fácil! Vou fazer em casa com certeza! É tão bom que o sorvete de chocolate belga ficou sem graça quando eu tomei junto com o de tapioca. Pedi 1/3 de chocolate belga e 2/3 de tapioca. Devia ter pedido só de tapioca! rsrsrs.
 
A receita é a seguinte:
 
             Ingredientes:

·         600 ml de leite fervido (morno)

·         100 ml de leite de coco

·         100 g de farinha de tapioca

·         01 lata de leite condensado

·         250 ml de creme de leite fresco

 
Modo de preparo:

·         Misture o leite fervido (morno) e leite de coco

·         Despeje farinha de tapioca e deixe esfriar

·         Acrescente leite condensado, creme de leite fresco e mexa com um batedor de arame

·         Coloque no freezer por 3 horas

·         Retire o sorvete do freezer e transfira para uma batedeira

·         Bata por 10 minutos e volte ao freezer por 3 horas

·         Transfira para uma batedeira e bata novamente por 10 minutos

·         Volte ao freezer por mais 3 horas

·         Transfira para uma batedeira e bata por mais 10 minutos

·         Volte ao freezer e sirva no dia seguinte

 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
  <<  <  | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |
 
 
Top posts
Wewi - 1º Refrigerante Orgânico do Brasil. 564
Como eu reduzi 4 cm de circunferência abdominal em 1 mês 36
O meu Medida Certa 24
Sucos Do Bem - Meu novo vício 18
Emagrecer sem dieta restritiva 18
 
 
 
Cadastre seu email
Receba no seu email as novidades da After30
 
 
After30 no instagram:
@blogafter30

 
Tags:
Desenvolvido por: