HOME | SOBRE | ANUNCIE | CONTATO
 
   
     
5 post(s) encontado(s)

 
01 Set
2015
 
Tipos de sal
Você Sabia?
 

Aproveitando o post de ontem, e como algumas pessoas me perguntaram qual seria o melhor tipo de sal para o consumo, listarei abaixo alguns tipos, sendo que alguns deles ainda são pouco conhecidos. Com o intuito de tirar o sal refinado da minha despensa, troquei-o  pelo sal rosa do Himalaia desde o começo de 2014 e nunca mais comprei sal refinado! Não senti a mínima falta, na verdade, achei o sal rosa muito melhor para o meu paladar. Abaixo estão alguns dos tipos de sal e suas características.
 
REFINADO:
Chamado popularmente de sal de cozinha, ele é extraído da água do mar por meio de um processo de evaporação e, depois, refinado. Formado por cloreto de sódio (mistura de cloro e sódio), ele é muito usado no dia a dia como condimento, realçando o sabor dos alimentos, e também como conservante. De acordo com a legislação brasileira, é obrigatório incluir iodo ao sal. A medida tem como objetivo evitar que a população apresente deficiência desse mineral, responsável por prevenir problemas como bócio e cáries.
Em 1g de sal refinado há 400mg de sódio.
 
GROSSO:
Trata-se do produto bruto da cristalização da salmoura concentrada vinda da água do mar. Ao contrário do sal comum, ele só passa pelo processo de extração, ou seja, não é refinado. Por isso, seus grãos são grandes e disformes.
Ele pode ser moído ou utilizado em cristais mesmo (neste caso, é muito requisitado para temperar carnes para churrasco). Só é preciso tomar cuidado para não deixar a preparação muito salgada! Vale dizer que a composição química do sal grosso é a mesma do sal comum.
Em 1g de sal grosso há 400mg de sódio.
 
LIGHT:
Comparado ao sal comum, tem menor teor de sódio. É composto por 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. Ao contrário do que o nome sugere o condimento não é indicado para quem deseja emagrecer, e sim àqueles que têm restrição em relação ao consumo de sódio (como indivíduos com pressão alta).
Por outro lado, deve-se lembrar de que ele não é uma boa pedida para pessoas com problemas nos rins, já que o aumento da ingestão de potássio pode causar um acúmulo do mineral no organismo, elevando o risco de complicações cardiovasculares. De gosto mais amargo, pode ser utilizado da mesma forma que o sal comum. Apesar de ter menos sódio, cuidado para não exagerar nas pitadas!
Em 1g de sal light há 197mg de sódio.
 
ROSA DO HIMALAIA:
Está localizado aos pés do Himalaia, região que há milhões de anos foi banhada pelo mar. Considerado o mais antigo e puro dos sais marinhos, fica depositado a centenas de metros de profundidade. Tem quase metade de sódio encontrado no sal comum e é muito rico em minerais, possuindo mais de 80, tais como cálcio, magnésio, potássio, cobre e ferro.
Por causa desses compostos, os cristais ganham um tom rosado e um sabor com toque metálico agradável e suave. Pode ser empregado em carnes, aves e peixes, além de saladas e legumes. 
Em 1g de sal rosa do Himalaia há 230mg de sódio.
 
NEGRO:
Trata-se de um sal não refinado procedente da Índia. Por conta de compostos de enxofre presentes em sua composição tem um forte sabor sulfuroso. Outra coisa que chama a atenção é a cor cinza rosada, que evidencia sua origem vulcânica.
Além de compostos sulfurosos, o sal negro é formado por cloreto de sódio, cloreto de potássio e ferro. É indicado para temperar receitas com carne, aves e peixes e também costuma ser utilizado na finalização de pratos.
Em 1g de sal negro há 380mg de sódio.
 
HAVAIANO:
Essa variedade de sal não é refinada e tem uma coloração avermelhada por causa da presença de uma argila havaiana chamada Alaea, rica em dióxido de ferro. De sabor suave, pode ser acrescentada à várias receitas, como saladas, massas, grelhados e aves. Tem quase a mesma quantidade de sódio encontrada no sal comum. Portanto, cuidado!
Em 1g de sal Havaiano há 390mg de sódio.
 
MARINHO:
Comparando quimicamente, o sal refinado e o marinho, também chamado de sal Azul, são iguais, ou seja, ambos são formados por mais de 99% de sódio. A principal diferença entre eles está no formato dos grãos: enquanto o primeiro é refinado para passar pelo buraco do saleiro facilmente, o segundo passa por um refinamento mais rústico, resultando em grãos irregulares, mas não tanto quanto os do sal grosso.  Essa particularidade faz com que o sal marinho gere uma “explosão de sabor salgado” na língua.
Assim como o sal de mesa, ele pode temperar carnes, aves, peixes, verduras e legumes, realçando o sabor desses alimentos. Como a quantidade de sódio é alta, deve ser usado com muita moderação.
Em 1g de sal marinho há 420mg de sódio.
 
DEFUMADO:
Existem diversos tipos de sais defumados. O francês, por exemplo, é produzido com cristais de flor de sal. Os sais são defumados lentamente, em fumaça fria resultante da queima de ripas de barris de carvalho usados no envelhecimento de vinho Chardonnay. Já o dinamarquês é feito segundo a tradição Viking, isto é, após a evaporação da água do mar, o sal é seco em recipiente aberto sobre fogueira fumacenta feita com galhos de madeiras aromáticas, como carvalho e cerejeira.
Há ainda sais defumados de outros países, produzidos por defumação comum em fumeiros com madeiras. É possível também adicionar aromatizantes artificiais de fumaça e corantes de caramelo a cristais comuns de sal refinado ou grosso. No entanto, o sabor não fica tão delicado como o dos sais defumados de forma natural. Pode ser utilizado com carnes, peixes, saladas e também em coquetéis como o Bloody Mary.
Em 1g de sal defumado há 395mg de sódio.
 
ROSA DO PERU:
Tem como origem um oceano muito antigo que secou e ficou preso nos subterrâneos das montanhas no Vale Sagrado dos Incas. É colhido manualmente, tem um índice de umidade elevado, sua coloração é rosa clara e o sabor, forte. Quando comparado aos outros tipos de sal, é o que apresenta um dos menores teores de sódio.
Utilizado em um prato típico do Peru, o ceviche, também pode temperar aves, peixes, entre outras receitas.
Em 1g de sal Rosa do Peru há 250mg de sódio.
 
Fonte: saude.ig.com.br
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
31 Ago
2015
 
O sal e o seu consumo
Você Sabia?
 

Olá, meus amores! Vejam que interessante essa matéria sobre o uso do sal no nosso dia a dia.

Muito se fala sobre o sal, há pessoas que se dizem contra a sua utilização nos alimentos e outras que se dizem a favor. Apesar do tema ser muito discutido, o sal não deve ser abolido da nossa alimentação, pois se trata da principal fonte de cloreto de sódio.

O sódio é um mineral importante, responsável pelo equilíbrio hídrico do corpo, participando de impulsos nervosos, contração muscular e transporte de moléculas entre nossas células. Contudo, o seu uso excessivo pode trazer malefícios à nossa saúde, como a elevação da pressão arterial, que pode ocasionar acidente vascular cerebral, insuficiência renal, doenças cardiovasculares, entre outras.

Percebe-se, assim, que o sal não é vilão, e sim, o seu uso além do recomendável, o que é muito comum entre os brasileiros. A Organização Mundial da Saúde aduz que a ingestão diária de sódio deve ser de 2 gramas, o que equivale a 5 gramas de sal de cozinha ou 5 colheres rasas de café. Porém, os brasileiros costumam consumir, em média, 12 gramas diariamente!

Muitas vezes não temos noção de quanto sódio ingerimos e isso dificulta o controle. Por exemplo, a quantidade de sódio encontrada em apenas uma porção de macarrão instantâneo com tempero é maior do que a recomendada para o consumo diário. Salgadinhos de milho e batata palha também possuem muito sódio. Portanto, o primeiro passo para reduzir o consumo de sal é ficar atento ao rótulo dos alimentos.

Além dos produtos industrializados conterem, geralmente, muito sal, a maioria das pessoas exagera no tempero dos alimentos. Tal hábito precisa ser modificado. O Brasil é um dos únicos, senão for o único país no mundo em que há sal nas mesas dos restaurantes. Está claro que viciamos nosso paladar.

O ideal é cozinhar os alimentos com pouco sal e optar por ervas naturais como temperos, por exemplo: orégano, manjericão, alecrim, salsinha, cebolinha, etc. Alho, cebola e limão também são ótimas opções para deixar as refeições saborosas

Eu me preocupo bastante com essa questão do sal, pois na minha familia os parentes mais próximos têm problemas de pressão alta, como meus avós, tios e pais. Meu pai foi diagnosticado com pressão alta com apenas 32 anos de idade! E ele era magro! Meu marido também foi dignosticado com pressão alta com apenas 30 anos de idade e também estava magro! Portanto, esqueçam o mito que a pressão alta está diretamente ligada à obesidade! Eu sempre fico atenta à quantidade de sódio nos alimentos, não me custa nada tentar evitar ou retardar um problema de saúde, não é mesmo?

 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
28 Jul
2015
 
Argilaterapia para desintoxicação do couro cabeludo
Universo Feminino
 

 

Oi, meninas! Tudo bem com vocês?

No fim de semana eu fiz uma hidratação desintoxicante, conhecida como argilaterapia, para revitalizar meu cabelo, pois meu couro cabeludo estava muito oleoso e o cabelo estava opaco e com pontas duplas.
O profissional do salão da minha amiga Gi Camargo indicou o tratamento Detoxifying, da marca Davines. Vocês conhecem essa marca de produtos para cabelos? É uma marca italiana incrível, uma das melhores do mundo! Tudo o que eles fazem é de extrema qualidade!
 
O passo a passo feito em mim foi da seguinte maneira:
 
1 – DETOXIFYING SCRUB SHAMPOO
O cabelo foi lavado duas vezes com esse shampoo, que é em forma de gel, o qual age combinando tensoativos delicados de origem natural com micro particulas para uma suave, porém profunda purificação do couro cabeludo, possuindo, também, ação protetora contra os radicais livres.
 
2 – DETOXIFYING MUD
Aplicação da máscara de argila em todo o couro cabeludo para equilibrar o ph da fibra do cabelo, deixando agir por 10 minutos. A fórmula é baseada em argila da área termal de Acqui Terme, que fica em Piemonte, na Itália, e, devido às suas propriedades de absorção, garante a remoção de toda a poeira e partículas de poluição que se instalaram no cabelo.
Perfeito para quem mora em cidades extremamente poluídas como São Paulo! Além disso, essa máscara é super refrescante, uma delícia! Dá para sentir no mesmo instante que está limpando todo o couro do cabelo!
 
3 – DETOXIFYING SUPERACTIVE
Aplicação do sérum regenerante, que é uma proteína líquida, em toda a extensão do cabelo. Esse sérum proporciona a suavização do frizz, revitaliza a cor, tirando a opacidade e devolvendo o brilho e maciez para o cabelo.
 
Os ingredientes ativos naturais que esse procedimento contém são:
- Fitocêuticos de alcachofra: rico em polifenóis para uma forte ação anti-oxidante
- Óleo de jojoba, partículas de sílica e glucono-delta-lactona: estimulação da regeneração do couro cabeludo
 
Esse tratamento é novo no Brasil e o salão da Gi Camargo trouxe essa novidade! Eu simplesmente AMEI o tratamento, já sinto meu cabelo muito mais sedoso, brilhante e com vida! Ainda mais para quem tem química ou luzes no cabelo, faz muita diferença! Super recomendo o tratamento da argilaterapia da linha Davines, é realmente incrível! Já estou louca para fazer novamente! Quem quiser conhecer o tratamento, é só entrar em contato com a Gi Camargo!
 
Contato: Gi Camargo Nail Bar
Alameda Franca, 1.024, Jardins, São Paulo-SP
Telefone: (11) 3061-0887
Instagram: @giselecamargo
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
20 Mar
2015
 
Receita - Salada prática e saborosa
Receitas
 

Olá, tudo bem?

O post de hoje é bem simples, mas é algo que senti necessidade de compartilhar com vocês.

Eu nunca fui adepta a comer salada, até que aprendi a comer e, com o costume, acabei gostando. Hoje em dia sinto falta no dia que não como. Mas existem pessoas, como o meu marido, que mesmo tentando adquirir o hábito de comer salada, não conseguem gostar e acabam comendo raramente.

Pois bem. Na época que eu ainda não gostava de salada, a minha sogra fez uma na casa dela que foi o start para eu começar a gostar! Essa salada é tão deliciosa que quando eu fazia em casa, não tinha erro. Era a minha escolhida. Mas um tempo atrás eu tinha muita preguiça de cozinhar em casa, pois saía cedo e voltava tarde, aí sempre pedia alguma coisa, de preferência lanche ou pizza. Foi aí que percebi que as minhas calças começaram a apertar e minha saúde foi para o espaço, não passava dois meses sem ficar gripada, sempre estava doente por algum motivo, minha resistência estava muito baixa e cheguei a ter anemia.

Quando eu resolvi a mudar meus hábitos, passando a me alimentar melhor e fazer exercícios físcos, essa salada foi a coringa que me introduziu ao vasto mundo das verduras. Então, passei a fazer com certa frequência na minha casa e meu marido apaixonou! Inclusive, tem dias que ele pede para eu fazer. Às vezes ele disputa comigo quem vai “rapar" a tigela! Hahahaha! Eu fiquei muito satisfeita, pois como ele ainda se alimenta muito mal no decorrer do dia, é uma forma dele comer algo saudável.

Assim, compartilho essa receita com vocês que, assim como eu, tiverem alguém em casa que não goste de salada de jeito nenhum, vale tentar essa receita, pois além de ser muito saborosa, é extremamente fácil de preparar.

Segue:

- Alface (uso alface crespa, é a que eu mais gosto)

- Tomate (costumo usar o carmem ou o cereja)

- Cenoura (pode ser ralada ou picada)

- Uva passa (salpico só um pouco para dar um gostinho)

- Queijo grana ralado (eu simplesmente sou louca por esse queijo, a salada fica espetacular com ele, mas quando quero mais light uso muçarela de búfala em bolinhas)

- Fio de azeite

- Sal rosa (é o sal que consumo na minha casa, é muito mais saudável que o sal refinado)

Beijos!

 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
11 Out
2014
 
Unhas: Gi Camargo Nail Bar
Universo Feminino
 

Olá, queridos!
 
Hoje vou falar do salão que eu amo, o Gi Camargo Nail Bar. Esses são alguns dos esmaltes que eu já usei no salão. Muitos de vocês já devem conhecer a dona do salão, a Gi Camargo, por ter sido a pioneira em trabalhar exclusivamente com esmaltes importados. Atualmente ela possui mais de 1.700 esmaltes, dentre os quais Chanel, Dior, Tom Ford, Yves Saint Laurent, Essie, Mac, Louboutin, Anna Sui, Burberry e muitos outros! Além disso, é um dos únicos salões do Brasil que possuem as famosas Minx, que são aqueles esmaltes em adesivos tão famosos já usados pela Beyoncé e Kate Perry em seus shows. Enfim, todas as novidades a Gi sempre traz em primeira mão!
 
Eu conheci a Gi quando ela atendia no salão da loja da Adriana Barra, o PicNicDric. Na época, no começo de 2012, eu queria sair da mesmice, estava procurando um salão que trabalhasse com esmaltes importados dos mais diversos, mas na época isso não era tão comum nos salões brasileiros. Aí pesquisando na internet, já que eu estava louca para passar o Blue Satin da Chanel, que era um super hit, li em um blog de unhas que o salão da Gi tinha esse esmalte e outras dezenas da Chanel. Eu me recordo que fiquei impressionada em saber que em seu rol de clientes estão a Gisele Bündchen, Isabeli Fontana, Ivete Sangalo, Maria Rita, Mariana Ximenes, Sophia Abrahão e outras celebridades.
 
Óbvio que eu, como uma pessoa viciada em esmaltes, fiquei maravilhada com as milhares (literalmente) de opções que a Gi dispõe. Mas, acima de tudo, o que me cativou de verdade foi o seu jeito simples e carinhoso com qualquer cliente, sendo celebridade ou não. Fiquei tão encantada com atenção que a Gi tem com todos os seus clientes que desde então me tornei cliente e, inclusive, amiga.
 
Ah, um detalhe importantíssimo é que nesses mais de 02 anos que eu frequento o salão da Gi, ela NUNCA tirou um bife meu! É impressionante, você pode dormir enquanto ela faz unha que não tira bife mesmo! E olha que isso é raro com as minhas mãos, pois minhas cutículas são muito fininhas!
Outra coisa muito legal é que o salão tem comidinhas deliciosas e leves que são preparadas pelo Roberto, marido da Gi, que também prepara sucos maravilhosos, um que eu super recomendo é o suco de carambola, água de coco, maçã e gengibre.
 
Além do atendimento da Gi ser impecável, o ambiente é tão gostoso e descontraído que eu deixo todo o estresse do dia a dia do lado de fora do salão, ali o único “problema” é escolher o esmalte! Quem não conhece o salão, recomendo que chegue uns 15 minutinhos de antecedência para escolher o esmalte, pois não é uma tarefa fácil! Já se passaram 2 anos que eu frequento o salão da Gi e sempre fico em dúvida na hora de escolher o esmalte.
 
Nos próximos dias, faremos um sorteio de esmaltes, acompanhem o meu instagram @blogafter30 e não percam essa oportunidade!

Coleção "básica" da Chanel...rsrsrs

Gi Camargo: serviço impecável e mais de 1.700 esmaltes importados

Gi Camargo Nail Bar:
Alameda Franca, 1024
Jardins, São Paulo-SP
2ª a sábado: das 09h às 19h 
Telefone: 3061-0887
 
Postado por: Cris Compagnoni
 
 
 
 
 
 
Top posts
Wewi - 1º Refrigerante Orgânico do Brasil. 564
Como eu reduzi 4 cm de circunferência abdominal em 1 mês 36
O meu Medida Certa 24
Sucos Do Bem - Meu novo vício 18
Emagrecer sem dieta restritiva 18
 
 
 
Cadastre seu email
Receba no seu email as novidades da After30
 
 
After30 no instagram:
@blogafter30

 
Tags:
Desenvolvido por: